Arquivo da categoria: Contos

Textos de ficção (ou não) de nossos autores.

Rui Werneck de Capistrano, um e-contista e muito mais

O e-conto Infausto negócio, um dos ganhadores do concurso promovido pela editora Ficções em parceria com a Gato Sabido, traz ironia e ceticismo como marca da curta trajetória descendente e infértil do seu personagem. Para os leitores que sempre querem … Continuar lendo

Publicado em Contos | Deixe um comentário

Atropelo

Eclipse nas coincidências do mundo: algo deixou de acontecer por mero acaso e aconteceu por puro capricho do que acontecia. Explicando: não foi por coincidência, o acontecido se deu por ter sido tramado pelo próprio acontecimento. Desmintam, neguem, tripudiem ― … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | Deixe um comentário

Jorge e as mudanças imperceptíveis

Abrem-se as cortinas. Sim, isto faz parte daquele meu irremediável costume de começar histórias com períodos extremamente curtos e sem sentido aparente. Acho belo – aí vai outro período curto. E talvez eu goste disso porque creio que as nossas … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | 2 Comentários

Minguante

   Quando comi pimenta na casa dele, e a ardência me inundou os olhos, não reclamei. Acho mesmo que foi gostoso porque o incêndio da boca ficou guardado para a madrugada intensa. Era uma ardência amansada com a doçura que … Continuar lendo

Publicado em Contos | 2 Comentários

Com quantas palavras se conta uma história?

It’s extraordinary – says one woman. It is extraordinary – says the other. Lydia Davis  Fico pensando no motivo pelo qual a brevidade impera na escrita publicada na internet. Será que é a demanda de leitores que, por falta de tempo … Continuar lendo

Publicado em Contos, Outras coisas | Marcado com | 9 Comentários

Necessidade Fiandeira

Na necessidade de ser intensa até a manhã ela fiava seu coração na roca que nunca acaba; ela hipotecava seu sangue de dedo mindinho, na promessa de intensidade. O que dava trabalho era o filho, filhinho. Moleque peralta e inquieto, … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | 7 Comentários

Que nos dispam da lógica

Fogos de artifício em noite de lua cheia. Brilhos se confundem. Mãos se confundem. Vozes se emaranham e fazem música. A latência do universo abaixo do firmamento – que são pernas estremecendo, embora resistam aos malabarismos de um amor barato … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | 8 Comentários